Clicky

Teles pedem aprovação urgente de prisão por oito anos para quem furta ou rouba cabos

Convergência Digital ... 21/07/2021 ... Convergência Digital

Os roubos e furtos de cabos causaram um prejuízo de cerca de R$ 1 bilhão às operadoras em 202) e deixaram milhares de consumidores sem qualquer serviço, adverte a Federação Nacional de Instalação e Manutenção de Infraestrutura de Redes de Telecomunicações e de Informática (Feninfra).

"Esses crimes não causam só prejuízo financeiro. Há um apagão na oferta de serviços de banda larga, telefonia, TV", observa a presidente da Feninfra, Vivien Mello Suruagy. Em 2020, o problema afetou 6,7 milhões de usuários, 34% a mais do que em 2019, segundo dados do Conexis Brasil Digital, sindicato representativo do setor.

No ano passado, conta a Feninfra, foram registradas no Brasil 96 mil ocorrências de furtos e roubos de cabos de cobre, equivalendo a uma extensão de 4,6 mil quilômetros de fios, maior do que a distância entre os extremos brasileiros, do Oiapoque ao Chuí, que é de 4,2 mil quilômetros.

Diante da gravidade da situação, a presidente da Feninfra,  defende a aprovação urgente dos projetos de lei 5.845 e 5.846, ambos de 2016, de autoria do deputado Sandro Alex (PSD-PR), cujo relator na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal é Felipe Francischini (PSL-PR).

Embora os crimes de furto e roubo já sejam tipificados no Código Penal brasileiro, a primeira proposta prevê sua alteração, estipulando pena de três a oito anos de reclusão para casos envolvendo cabos de cobre e equipamentos de telecomunicações.

O segundo PL estabelece sanção penal para qualquer atividade exercida com a utilização de equipamentos e cabos obtidos por meio criminoso, inibindo, assim, a receptação. "Esperamos a aprovação dos dois projetos, com a expectativa de que possam intimidar esses criminosos, que tantos prejuízos têm causado aos usuários, às operadoras e ao Brasil", afirma Vivien Mello Suruagy. 


Internet Móvel 3G 4G
Com aporte de R$ 5 milhões por crowdfunding, MVNO Fluke avança em mais seis Estados

Startup de telefonia, que usa a rede da Vivo, vai distribuir chips em Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Modelo de atuação não envolve loja física e expectativa é chegar a 50 mil clientes até o final do no.

Wi-Fi 6E Brasil 2021 - Cobertura especial - Editora ConvergenciaDigital

Wi-Fi 6E: o futuro da infraestrutura do Wi-Fi

As faixas de 2,4 GHz e de 5 GHz estão congestionadas no Brasil e torna-se urgente ter mais frequência por mais capacidade e eficiência, afirma o chefe de Tecnologia da CommScope para Caribe e América Latina, Hugo Ramos.

Veja mais matérias deste especial

Teles sugerem prêmio às cidades que facilitarem antenas de 5G

Ideia é copiar marco legal do saneamento e pontuar os municípios com regras amigáveis à telecom em ranking de acesso a recursos públicos e convênios. 

Anatel adia decisão sobre uso de ‘white spaces’

Proposta prevê uso secundário e por dispositivos de radiação restrita do espectro ocioso nas faixas de 54 a 72 MHz, 174 a 216 MHz, 470 a 608 MHz, 614 a 698 MHz. 

TIM convoca rivais para brigar por propaganda com Google e Facebook

Os planos de uma carteira digital única não andaram como o desejado, mas a TIM almeja uma plataforma única de publicidade. “Se nos reunirmos podemos competir com Google e Facebook em um mercado muito maior”, vislumbra o presidente Pietro Labriola. 

Embratel se diz pronta para migrar antenas parabólicas de Banda C para a banda KU

Empresa assegura ter todas as condições para atender aos radiodifusores brasileiros e, em breve, terá o Star One D2, que terá 28 transponders em Banda C, 24 transponders em Banda Ku, um payload em Banda Ka, além de Banda X para uso militar. 




  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G