Clicky

GOVERNO » Política Industrial

Se Congresso não votar, substitutivo à Lei de Informática vira MP

Luís Osvaldo Grossmann ... 10/12/2019 ... Convergência Digital

O calendário é o principal adversário da reforma na Lei de Informática, fruto de uma decisão contrária ao Brasil na Organização Mundial do Comércio. Mas a confiança é de que o novo acordo costurado no Congresso Nacional sirva da base para um eventual Plano B, a edição de uma Medida Provisória caso as duas Casas do Parlamento não consigam concluir as votações do PL 4805/19 até o recesso, em 20/12.

As idas e vindas da negociação até gera uma certa apreensão da indústria, mas da parte do governo há reafirmações de que o compromisso será mantido. Ou seja, de que uma eventual MP vai absorver o texto do substitutivo apresentado e votado nesta terça, 10/12, pelas comissões de Ciência e Tecnologia e de Assuntos Econômicos 

“Não foi feito um relatório sem entendimento”, sublinhou o senador Omar Aziz (PSD-AM), durante a sessão conjunta da CCT e CAE nesta terça. O novo texto preserva a maior parte da costura feita na Câmara, mas traz ajustes especialmente relacionados ao Processo Produtivo Básico. 

O risco é que o Senado só consiga concluir a votação na sessão de quarta, 11/12, o que deixará a deliberação final no Plenário da Câmara, para onde o PL terá que voltar por conta das mudanças no texto, para a última semana de trabalhos legislativos do ano. Daí a previsão de uma MP com o mesmo conteúdo. 


Dataprev fica com o Ministério da Economia, mas ainda é do INSS

Para o secretário-executivo do recriado ministério do Trabalho e Previdência, Bruno Bianco, manter estatal sob o comando do ministro Paulo Guedes não tem relação com a possível privatização: “Empresa é fundamental para outros serviços.”

Venda do Serpro traz insegurança jurídica e uso indevido de dados

Análise da Data Privacy Brasil aponta para necessidade de envolvimento da ANPD e ausência de exemplo internacional que justifique a privatização da empresa de TI do governo. 

Serviços digitais: RS lidera oferta. São Paulo e Rio decepcionam. DF não manda dados

Bahia, Paraná e Paraíba também se destacaram no Índice de Oferta de Serviços Públicos Digitais dos Governos Estaduais e Distrital, organizado pela ABEP-TIC.

Salvador é a sétima capital a aderir ao Gov.br

Plataforma dispõe de uma rede para impulsionar e integrar as iniciativas por um governo 100% digital. Distrito Federal, 12 estados e 42 municípios já aderiram.

Banco Itaú é multado em R$ 9,6 milhões por uso irregular de dados

Sanção foi aplicada pelo Ministério da Justiça ao braço de empréstimos consignados da instituição, advindo da compra do BMG, e aponta para violações à privacidade, consentimento, e exclusão de dados, todas previstas no Marco Civil da Internet.



  • Copyright © 2005-2021 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G