Clicky

Convergência Digital - Home

Dell monta um time com mais de 200 cientistas de dados no Brasil

Convergência Digital
Convergência Digital - 27/05/2021

Recursos financeiros são essenciais quando se estruturam estratégias para a segurança pública, mas há novidades tecnológicas chegando, entre elas, o 5G, para trazer boas perspectivas, aponta o diretor nacional do setor público da Dell Brasil, Bruno Assaf, ao participar do e-Fórum Segurança Pública, organizado pela Network Eventos, em parceria com o portal Convergência Digital, nesta quinta-feira, 27/05.

A fabricante montou um time com mais de 200 cientistas de dados no país para assegurar projetos capazes de unir, por exemplo, inteligência artificial e machine learning. "O mais importante: esses profissionais são brasileiros. Conhecem o Brasil. Sabem que na região Norte, a conexão é muito difícil. Já no Rio, temos as comunidades que também são pontos a serem avaliados. E a partir desse conhecimento, agregam a tecnologia", observou Bruno Assaf.

O executivo contou que há um banco brasileiro, hoje, capaz de antecipar, por exemplo, quais caixas eletrônicos serão assaltados daqui a uma semana. Antes, eles pediram um projeto para reduzir as perdas digitais e físicas. "Era muito assalto. Há cinco anos, fomos procurados e fizemos o projeto para mostrar que a tecnologia é capaz de antever os riscos e buscar as soluções", reforça.

Outro projeto relevante é o fechado com o estado do Rio Grande do Sul. Nele, houve um aumento de 50% na arrecadação do Estado com a simples mudança de tirar a parte analítica da gestão para colocar na ponta, com os auditores fiscais. "Na compra de medicamentos, antever os gargalos já trouxe quase R$ 1 bilhão de economia", reforça.

Apesar de entender e apoiar a busca por recursos por parte dos responsáveis da segurança pública no País, Bruno Assaf lembra que há recursos disponíveis no BNDES e no BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) para serem utilizados pelos municípios e estados, com iniciativas, por exemplo, de cidades inteligentes, onde o bom uso dos dados é vital. Vejam participação do diretor nacional do setor público da Dell Brasil, Bruno Assaf.


Destaques
Destaques

TIM elege a nuvem e mira não ter mais datacenter em 2023

Ao assumir estar no meio de uma jornada para ser uma operadora 100% baseada em dados, a CIO da TIM Brasil, Auana Mattar, conta como é trabalhar com três provedores: Google, Microsoft e Oracle. Ao participar do SAS Telco Summit 2021, a executiva observou: é importante estudar as aplicações e como elas se comunicam antes de migrá-las para computação em nuvem.

Inteligência Artificial: Com estratégia certa, impacto de quatro pontos no PIB do Brasil até 2030

A inteligência artificial exige que se forme e qualifique profissionais no país, advertem especialistas. Para eles, a IA evoluiu e já passou da etapa de experimentação pra uso industrial. Para Fábio Cozman, da USP, a IA leva o país para a Sociedade 5.0, quando máquinas e seres humanos vão interagir de forma harmoniosa.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como ter nuvem sem reescrever sistemas e adequada à LGPD

Por Marco Wenna*

Como auditar e reescrever linhas de código em tempo hábil para essas migrações para a nuvem a um custo factível para que todas as linhas de código estejam em conformidade com a Lei Geral de Proteção a Dado? Esse é um desafio presente.

Serviços SaaS, proteção de dados e a LGPD

Por Eder Miranda*

Ter um plano abrangente de proteção adicional de dados para as plataformas SaaS é vital para os negócios, uma vez que as empresas não podem abrir sem ter o controle sobre o que está sendo protegido e sobre a maneira como isso está sendo feito pelos fornecedores de software como serviço.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site