Clicky

Convergência Digital - Home

AEG Sports usa IA para precificar ingressos para o retorno dos torcedores aos estádios

Convergência Digital
Por Roberta Prescott - 19/05/2021

A AEG Sports, que inclui franquias como LA Kings, LA Galaxy e Ontario Reign, é um exemplo do uso de dados durante a pandemia de Covid-19 em parceria com o SAS. Com os estádios fechados, equipes esportivas tiveram de encontrar novas formas de engajar os torcedores. Usando a inteligência artificial do SAS Viya, no Microsoft Azure, a AEG Sports antecipou as necessidades do seu público e manteve o engajamento mesmo durante a pandemia.

Com o SAS Viya, a equipe de analytics da AEG Sports desenvolveu modelos para calibrar perspectivas de torcedores em relação a fatores como a volta dos jogos em estádio. Ao analisar continuamente o sentimento do torcedor durante a pandemia, a AEG Sports conseguiu personalizar mensagem baseadas em interesse e preocupações com segurança pessoal e, assim, identificar quais torcedores precisavam de esforços de retenção direcionados. Usando essas táticas, a AEG Sports manteve os torcedores satisfeitos e aumentou o ROI das campanhas de marketing.

A empresa também utiliza as capacidades incorporadas no SAS Viya para planos de contingência. A capacidade de rapidamente obter e modelar dados de múltiplas fontes - incluindo ingressos, parcerias, marketing, relatórios meteorológicos e especialistas de saúde - ajuda a AEG Sports a reduzir a incerteza causada pela pandemia.

Olhando à frente, assim que os torcedores puderem retornar aos estádios com segurança, a AEG Sports vai precisar de flexibilidade para precificar ingressos com base em elementos variáveis como demanda por ingresso, capacidade do estádio, restrições sanitárias e outras. O machine learning vai ajudar a empresa a determinar o valor ideal dos ingressos.


Destaques
Destaques

TIM elege a nuvem e mira não ter mais datacenter em 2023

Ao assumir estar no meio de uma jornada para ser uma operadora 100% baseada em dados, a CIO da TIM Brasil, Auana Mattar, conta como é trabalhar com três provedores: Google, Microsoft e Oracle. Ao participar do SAS Telco Summit 2021, a executiva observou: é importante estudar as aplicações e como elas se comunicam antes de migrá-las para computação em nuvem.

Inteligência Artificial: Com estratégia certa, impacto de quatro pontos no PIB do Brasil até 2030

A inteligência artificial exige que se forme e qualifique profissionais no país, advertem especialistas. Para eles, a IA evoluiu e já passou da etapa de experimentação pra uso industrial. Para Fábio Cozman, da USP, a IA leva o país para a Sociedade 5.0, quando máquinas e seres humanos vão interagir de forma harmoniosa.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como ter nuvem sem reescrever sistemas e adequada à LGPD

Por Marco Wenna*

Como auditar e reescrever linhas de código em tempo hábil para essas migrações para a nuvem a um custo factível para que todas as linhas de código estejam em conformidade com a Lei Geral de Proteção a Dado? Esse é um desafio presente.

Serviços SaaS, proteção de dados e a LGPD

Por Eder Miranda*

Ter um plano abrangente de proteção adicional de dados para as plataformas SaaS é vital para os negócios, uma vez que as empresas não podem abrir sem ter o controle sobre o que está sendo protegido e sobre a maneira como isso está sendo feito pelos fornecedores de software como serviço.


Copyright © 2005-2020 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site