NEGÓCIOS

Pagamento instantâneo será a 'aplicação matadora' do dinheiro vivo

Convergência Digital* ... 28/07/2020 ... Convergência Digital

A entrada em vigor do sistema instantâneo de pagamentos no Brasil, o PIX, a partir de outubro, deve acelerar a redução do uso do papel moeda para cerca de metade do que representa atualmente, de acordo com um levantamento feito pela consultoria financeira Boanerges& Cia. O estudo mostra que, em 2020, cerca de 29% dos pagamentos feitos por consumidores no país serão em dinheiro vivo, proporção que tende a diminuir para cerca de 14% a 15% em 2030.

Num cenário conservador, em 2030 os pagamentos instantâneos movimentarão um montante de 831 bilhões de reais, ou cerca de 15% dos 5,6 trilhões de reais estimados para serem movimentados no consumo privado naquele ano. Enquanto isso, o pagamento instantâneo poderá alcançar 24% do total. O trabalho da consultoria mostra que os cartões de pagamentos, criados na década de 50, só superaram o dinheiro em 2019, ou seja, quase 70 anos depois.

“Agora, com os pagamentos instantâneos, teremos uma nova ultrapassagem, com inversão de posição, em apenas uma década”, disse Boanerges Ramos Freire, responsável pelo estudo. Segundo ele, o pagamento instantâneo vai reduzir custos e dar maior agilidade para as transações.

Essa evolução trará consequências ao ecossistema financeiro. Tanto assim que, dentre as instituições participantes do sistema eletrônico atual de pagamentos, incluindo cartões de crédito e de débito, as bandeiras serão as mais atingidas com a entrada em vigor do PIX, seguidas pelas adquirentes e pelos emissores de cartões, os bancos.


Cloud Computing
Algar Telecom avança na oferta de PABX na nuvem

Solução, desenhada sob medida em parceria com a Digivox, reúne em uma única plataforma todas as funcionalidades de comunicação interna e atendimento a clientes de qualquer porte.

ARTIGO . Por Melissa Torgbi

Cientista de dados: seja curioso, se envolva e tenha muita disposição para resolver problemas

Há muita empolgação acerca do termo “ciência de dados” atualmente. Para nós que queremos ser cientistas de dados, há alguns requisitos. Um deles: ter muita, mas muita vontade de aprender o tempo todo.

Unicórnio brasileiro avança operações de pagamento para décimo país

Ebanx anunciou que também vai processar pagamentos no Uruguai. "Unicórnio" com mais de US$ 1 bi, empresa está também no México, Colômbia, Argentina, Chile, Peru, Bolívia, Equador e Uruguai, além do Brasil.

Finplace amplia em mais de 200% a oferta de crédito para PMEs

Criada no final do ano passado, a plataforma já movimentou mais de R$ 50 milhões e contabiliza 108 financiadores e uma carteira com mais de 500 clientes.

No Brasil, 65% das empresas estão bem longe das regras da LGPD

Índice LGPD ABES mostra ainda que 40% das companhias brasileiras sofreram incidentes de violação nos últimos dois anos e 80% assumem que fazem, sim, coleta de dados sigilosos. "Não há mais tempo a perder", adverte o consultor da EY, Marcos Sêmola.

Positivo Tecnologia: "Falta PC para vender no varejo"

Tês meses depois da pandemia, a demanda por PCs aumentou mais de 50% no mercado nacional. “Seguramos a produção por precaução, e, agora, faltam alguns produtos para atender ao varejo", diz Norberto Maraschin Filho, vice-presidente de Negócios de Consumo e Mobilidade da Positivo Tecnologia.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G