TELECOM

Motorola e Samsung param de fabricar celulares no Brasil por falta de componentes da China

Luís Osvaldo Grossmann ... 14/02/2020 ... Convergência Digital

O surto de Coronavírus na China atingiu a produção de celulares no Brasil. A Flextronics, que produz aparelhos da Motorola, e a Samsung, já anunciaram medidas para reduzir a montagem nas unidades brasileiras em decorrência direta da falta de componentes. 

“A Flextronics decidiu dar férias coletivas por 10 dias, a partir da segunda-feira [17/2]. Essa medida afeta 80% da força de trabalho, cerca de 2,2 mil trabalhadores. Mas segundo a empresa foi preciso tomar essa decisão por conta da falta de componentes, que não estão saindo da China por causa do vírus”, explica o presidente do sindicato dos metalúrgicos de Jaguariúna, Amparo, Pedreira, Serra Negra e Monte Alegre do Sul, todos em São Paulo, José Francisco Salvino. 

O mesmo problema de falta de componentes foi o motivo de a Samsung negociar a suspensão dos trabalhos durante três dias nesta semana – de quarta, 12/2, até esta sexta, 14/2, cerca de 2,5 mil trabalhadores ficaram em casa igualmente em decorrência do surto de Coronavírus e o impacto nos embarques para o Brasil. 

“A Samsung nos procurou para discutirmos medidas porque eles estão tendo problemas com a falta de componentes, e praticamente todos eles vêm da China. A decisão foi deixar o pessoal em casa por três dias e haverá uma compensação depois”, explica o presidente do sindicato dos metalúrgicos de Campinas e Região, Sidalino Orsi Junior. 

Embora a suspensão da produção até aqui seja por prazo determinado, a preocupação dos trabalhadores é com o fato de que ainda não há sinal de que o surto do vírus está controlado, o que pode acarretar em novas paralisações na fabricação nas unidades brasileiras. 

“Estamos preocupados que isso ainda vai longe. Embora o vírus não tenha chegado aqui, as consequências já vieram. O risco iminente é que se esse negócio se complicar as empresas queiram partir para cortes”, apontou o presidente do sindicato de Campinas. 


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

Dataprev contrata Claro por R$ 236 mil para ter fibra ótica no Rio de Janeiro

Contrato, publicado no Diário Oficial da União, prevê a interligação dos prédios do data center da estatal de TI no Rio de Janeiro à filial na mesma cidade, no bairro de Botafogo.

Autor da nova Lei das teles lidera entidade para brigar por banda larga

Ex-deputado Daniel Vilela vai presidir a Aliança Conecta Brasil F4, que nasce com apoio da Huawei, FiberX e da consultoria Teleco, mas quer novos associados. “Não existe economia digital sem infraestrutura”, afirma.

Consumidores: Banda larga é o serviço com menor satisfação, celular o melhor

Para a Anatel, como o padrão de consumo exige estar sempre online, percepção de qualidade é especialmente rigorosa com a conexão à internet.

Decreto da nova Lei de Telecom depende de acerto sobre renovação de frequências

“Entendemos que é melhor que a Lei também seja aplicada para os contratos vigentes e estamos tentando construir uma posição única de governo”, explica o secretário executivo do MCTIC, Julio Semeghini. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G